Jovem m0rre depois de tomar cerveja misturada em barzinho no Paraná: "Nunca mistura com cerveja!"

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Beatriz 28/05/2021 Relatar Quero comentar

Estudos mostram que, se consumida moderadamente, a cerveja diminui os riscos de ataques cardíacos e doenças cardiovasculares em até 40%. 

A quantidade de água no corpo feminino é baixa. Por isso, a substância acaba ficando mais concentrada no organismo. Tudo isso eleva o risco de surgirem hepatite alcoólica, cirrose, doenças cardíacas e câncer de mama.

Uma jovem de apenas 19 anos de idade veio a óbito neste domingo. O motivo foi uma parada cardíaca em um barzinho na cidade de Londrina, no estado do Paraná.

Isabella Bueno era estudante de um curso técnico em enfermagem. Os familiares da moça relataram que a mesma passou mal depois de beber cerveja misturada com energético. 

Um primo da jovem relatou que a família soube há alguns anos que ela sofria de um problema no coração chamado de arritmia cardíaca, mas na época os médicos disseram que não se tratava de algo grave, logo, não tinha nenhuma restrição e que poderia viver a vida normalmente. 

Antes de ir para o bar, a família disse que Isabella comentou que não estava se sentindo bem, mas saiu mesmo assim. 

Os peritos do Instituto Médico Legal-IML examinaram o corpo de Isabela para averiguar se tinha alguma substância diferente na bebida ingerida pela jovem ou se ela morreu devido alguma doença.

Ainda não tem o resultado do laudo, a polícia civil também está fazendo investigação no bar.

Isabella passou mal na sexta-feira a noite, mas veio a óbito dois dias depois.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário