Após de 60 anos ser mistério, o Nevoeiro de Londres é desvendado finalmente

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Jolie 14/05/2021 Relatar Quero comentar

Inúmeras coisas estão acontecendo no mundo. A nossa responsabilidade é oferecer as notícias mais recentes e úteis.

Em 1952, a cidade inglesa foi tomada por uma neblina escura e tóxica que levou a morte quase 12 mil pessoas.

Era 5 de dezembro de 1952 e Londres já se preparava para o final de ano em clima de natal, contudo, um grande nevoeiro que cobriu toda a cidade surpreendeu os londrinos naquele dia.

Ninguém sabia a causa daquele evento, no entanto, 60 anos depois, uma equipe de químicos de todo o mundo revelou que aquela névoa era letal, e começou devido um desastre de poluição que ficou marcado na história britânica.

De início, os cidadãos acreditaram que a névoa seria como as outras tantas que comumente fazem parte do cotidiano britânico.

Porém, ao anoitecer, o ambiente começou a ficar estranho. O céu ficou amarelado e a cidade toda foi tomada por um cheiro de 'ovo podre'.

Para a preocupação de todos, esse clima não foi embora. No dia seguinte, o céu amanheceu com uma cor esverdeada. O fedor de lixo tomava conta da cidade.

O tempo foi passando e a névoa densa só piorava: a visibilidade estava cada vez mais difícil e respirar aquele ar podre se tornou torturante.

A situação era essa por longos cinco dias, até que em 9 de dezembro aquele terror acabou.No final, 150 mil pessoas foram hospitalizadas.

Além disso, estima-se que cerca de 12 mil pessoas, incluindo homens, mulheres e crianças, vieram à falecer durante o período do nevoeiro que os expôs ao ar extremamente poluído.

Esse evento catastrófico ficou conhecido como 'O Grande Nevoeiro de Londres'.

Na época ele foi atribuído ao carvão, porém por décadas os detalhes que levaram a ocorrência dessa névoa tóxica permaneceram indefinidos.

Essa fumaça surgia da queima de carvão para o aquecimento doméstico, e por isso a neblina era vista como um fenômeno de inverno.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário